#MemóriaBAND: Antes de “Dia Dia” e “MasterChef”, a “Cozinha Maravilhosa da Ofélia” comandava a gastronomia na BAND #TBT

No dia 26 de outubro de 1998, ia ao ar na manhã da Band a última edição do programa Cozinha Maravilhosa da Ofélia. Apresentado por Ofélia Anunciato, a atração foi uma das pioneiras dentre o segmento de culinária na TV e ficou no ar por 30 anos.

Cozinha Maravilhosa da Ofélia estreou em 1968 nas manhãs da Rede Bandeirantes. O formato era clássico: Ofélia conversava com os espectadores e ensinava, todos os dias, a fazer um prato diferente. Sempre simpática e cheia de dicas e truques, Ofélia conquistou, principalmente, a audiência feminina da emissora, e se consagrou como uma das culinaristas mais importantes da televisão brasileira.

Ofélia Anunciato começou sua carreira em 1958 já ensinando seus deliciosos pratos. Ela escrevia suas receitas no jornal A Tribuna, de Santos (SP), e A Gazeta, de São Paulo (SP). Sua coluna de delícias foi um grande sucesso, e acabou projetando Ofélia, que foi convidada para levar suas receitas para a TV Paulista. De lá, foi parar na TV Tupi, onde comandava o programa Revista Feminina, um dos primeiros programas femininos da televisão brasileira. Ofélia dividia o comando da atração com Maria Thereza Grégori, e seguia ensinando a espectadora a cozinhar.

Revista Feminina ficou no ar por 10 anos, saindo de cena quando a Tupi entrou numa fase decadente. Ao final da atração, Ofélia foi convidada para integrar o elenco da Bandeirantes, estreando a Cozinha Maravilhosa da Ofélia. Ali, ela se consagraria em definitivo como culinarista de TV, tornando-se referência em seu segmento. Ofélia conquistou a confiança de sua audiência graças ao seu jeito lúdico e simples, tornando-se amiga da espectadora.

Assim, a Cozinha Maravilhosa da Ofélia tornou-se a âncora da programação matinal da Band, além de se transformar numa poderosa marca. Ofélia lançou livros e produtos com a chancela de sua “Cozinha Maravilhosa”, além de inspirar outras apresentadoras e canais, que passaram a lançar seus próprios programas de culinária.

Um dos maiores orgulhos que Ofélia carregava era o fato de nunca ter repetido uma receita. Em uma entrevista ao Jornal do Brasil, ela disse que só reapresentava aquelas que o público pedia muito, como a da bacalhoada e do bolo de chocolate e rum. “A cozinha brasileira é a mais farta do mundo”, afirmou na época.

Cozinha Maravilhosa da Ofélia chegou ao fim com o falecimento da apresentadora, que foi vítima de um infarto aos 73 anos. Com o fim do programa, a Band escalou Daniel Bork para continuar ensinando receitas em suas manhãs, em programas como Receita Minuto, Bem Família e o atual Dia Dia.

Relembre no vídeo abaixo o tema e uma das últimas aberturas do clássico programa:

 

 

Abertura mais antiga do programa, no ano de 1990:

Créditos: Site Observatório da Televisão

Facebook Comments