REDE BANDEIRANTES DE TELEVISÃO COMPLETA 52 ANOS! Conheça algumas curiosidades que fazem da Bandeirantes uma emissora única

Nesta segunda-feira (13/05) a Rede Bandeirantes de Televisão completa 52 anos no ar!

A emoção que essa data causa no conglomerado de comunicação é tão grande que provocou até um equívoco no encerramento do programa Os Donos da Bola do Neto e na abertura do Melhor da Tarde com a Catia Fonseca nesta segunda-feira, quando ambos os apresentadores acabaram se atrapalhando e dizendo que a BAND estava comemorando 53 anos no ar. Mas a gente entende o engano, porque para nós fãs, admiradores e público da emissora, consideramos essa data muito especial, pois é aniversário da nossa maravilhosa Bandeirantes, mesmo que não seja uma data “cheia”, como 50 ou 55, é sempre comovente lembrar da trajetória brilhante dessa grande emissora de televisão do nosso país, que já foi palco de grandes produções de novelas icônicas como Os Imigrantes, Cara a Cara, Ninho da Serpente, Pé de Vento, Rosa Baiana, Sabor de Mel, A Deusa Vencida, Cavalo Amarelo, O Todo Poderoso, Perdidos de Amor, Meu Pé de Laranja Lima, A Idade da Loba, Floribella, Dance Dance Dance entre outras, além, é claro, das grandes séries, como: Dona Santa, Casa de Irene, O Cometa, Colônia Cecília, Chapadão do Bugre, Capitães de Areia, Bronco, Haru e Natsu, Julie e os Fantasmas, Era Uma Vez Uma História entre outras.

Além das grandes produções nacionais da teledramaturgia, a Band também foi celeiro revelador de atrizes e atores que fazem novelas na televisão até hoje, como Gabriela Duarte (na série Colônia Cecília), Thiago Fragoso (na série Confissões de Adolescente e depois na novela Perdidos de Amor), Rodrigo Lombardi (na 3ª regravação de Meu Pé de Laranja Lima em 1998), Ícaro Silva (3ª regravação de Meu Pé de Laranja Lima de 98) e Dudu Azevedo (Confissões de Adolescente e O Campeão de 1996). Além de ter revelado grandes nomes da dramaturgia nacional, a Band também já contou com grandes estrelas que são verdadeiros medalhões em algumas de suas novelas, como o saudoso Raul Cortez, Fernanda Montenegro, as saudosas Marilia Pêra e Nair Belo, Betty Faria, Ângela Vieira, Laura Cardoso, o saudoso Lúcio Mauro, Nathália Timberg, Fúlvio Stefanini, Irene Ravache, as saudosas Dercy Gonçalves e Yoná Magalhães, Bruna Lombardi, Herson Capri, Elias Gleizer, Gianfrancesco Guarnieri, a saudosa Beatriz Segall, Lília Cabral, Eliane Giardini, Othon Bastos, Paulo Betti, Jussara Freire, Denise Del Vecchio, Françoise Forton, Juca de Oliveira, Paulo Goulart, Sérgio Mamberti, Jonas Bloch, Lucinha Lins, Totia Meirelles, Joana Fomm, Lu Grimaldi, Zezé Motta e até estrelou como atores alguns que hoje são ou foram diretores de dramaturgia, como Silvio de Abreu e o saudoso Henrique Martins. Os cantores Agnaldo Rayol e Sidney Magal também já atuaram em novelas da Band. Pelas novelas da Band também passaram Regiane Alves, Giuseppe Oristanio, Júlia Lemmertz, Selton Mello, Daniela Escobar, Beth Goulart, Taumaturgo Ferreira, Carmo Dalla Vecchia, a apresentadora Babi Xavier, Petrônio Gontijo, Eriberto Leão, Paula Burlamaqui, Cássio Scapin, Roger Gobeth, Suzy Rêgo, Letícia Colin, o saudoso Domingos Montagner, Juliana Baroni, Joaquim Lopes entre tantos outros.

Também não podemos esquecer de que a nossa saudosa nobreza da música brasileira, Elis Regina, tinha um apreço muito grande pela Bandeirantes, tanto que o espetáculo Falso Brilhante ficou em cartaz por muito tempo no Teatro Bandeirantes e a emissora possui um riquíssimo acervo de gravações da lendária Elis, que fica preservado e guardado a 7 chaves em seu CEDOC.

E é claro que a Bandeirantes também já teve em seu elenco grandes lendas da comunicação, como os saudosos Bolinha, Hebe Camargo, Chacrinha, J. Silvestre, Flávio Cavalcanti, o humorista Ronald Golias; além de Xênia Bier, Faustão, Luciano Huck, Raul Gil, Rodrigo Faro, Gilberto Barros, Márcia Goldschmidt, Marcos Mion, Otaviano Costa, Marília Gabriela, Adriane Galisteu, Marcelo Tas, o ator Dan Stulbach (como apresentador do CQC 2015) a jornalista Sandra Annenberg (nos tempos que ainda era animadora infantil no programa TV Criança), a saudosa e inesquecível Ofélia Ramos Anunciato com a sua Cozinha Maravilhosa e ainda conta com grandes nomes como Silvia Poppovic, Catia Fonseca, Datena entre outros.

Pelo jornalismo também já passaram grandes nomes pela emissora como Lilian Wite Fibe, o saudoso Joelmir Beting, Paulo Henrique Amorim, Marcos Hummel, Janine Borba, Carlos Nascimento, Boris Casoy, Márcia Peltier, Roberto Cabrini e Ricardo Boechat, morto recentemente em um trágico acidente de helicóptero.

No esporte a Band também contou com o saudoso e visionário Luciano do Valle narrando os eventos esportivos com propriedade, maestria e com seu jeito único, fazendo com que a Bandeirantes se tornasse a preferência do público brasileiro no quesito cobertura esportiva. E a emissora ainda possui grandes lendas no seu departamento esportivo, como Oliveira Andrade, Álvaro José, Elia Júnior, Paulo Morsa, Milton Neves entre outros.

Com relação a programação infantil, a Bandeirantes também sempre realizou grandes produções, como o premiado TV Tutti Frutti, TV Criança, ZYB Bom, TV Fofão, Circo da Alegria com Atchim e Espirro e o inesquecível Band Kids, que procurava manter sempre suprido o grande público dos animes japoneses na TV aberta, durante toda a sua existência.

Vamos ver agora alguns fatos e curiosidades que fazem da Bandeirantes uma emissora única e pioneira em diversos aspectos:

– A Bandeirantes foi a primeira emissora a ampliar o tempo de exibição de uma novela, de 30 minutos, a Band começou a exibir em 45 minutos suas novelas, depois a concorrência resolveu seguir o mesmo padrão.
– A Bandeirantes foi a primeira emissora a transmitir sua programação em cores, em uma parceria com a emissora americana NBC, que emprestou sua logomarca colorida de pavão para ajudar no ajuste de cores na tela. O primeiro evento transmitido em cores pela Band foi a Festa da Uva de Caxias do Sul, RS, em 1972.
– A Band foi a primeira emissora a exibir uma novela em alta definição HDTV (Dance Dance Dance) 2007.
– A Band também foi a primeira a ter toda a sua programação transmitida em HDTV.
– A Band também foi a primeira a transmitir o carnaval de São Paulo desde a Avenida Paulista.
– Bandeirantes é a única emissora onde em seu teatro foi realizado e gravado o espetáculo Falso Brilhante de Elis Regina
– O Grupo Bandeirantes foi o primeiro a possuir um canal de notícias 24h, BandNews.
– A Rede Bandeirantes foi a primeira emissora no Brasil a utilizar a marca d’água no canto da tela (depois disso, todas as outras concorrentes adotaram a mesma ideia)
– A Bandeirantes foi a primeira emissora de TV brasileira a ser transmitida via satélite.
– A Bandeirantes foi a primeira emissora a cobrir as Diretas Já, em 1984.
– A TV Bandeirantes foi a primeira a realizar debates entre candidatos na política.
– A Bandeirantes foi a primeira a transmitir os jogos de basquete da NBA.
– Foi a primeira a abrir espaço para o basquete feminino, na época de Hortência e Paula
– Band foi a primeira a transmitir automobilismo com a Fórmula Indy.
– Também foi a primeira a transmitir lutas de boxe.
– A Bandeirantes foi a primeira emissora a gravar uma novela em locação, totalmente em externas, sem cenários de estúdio. A novela em questão foi Rosa Baiana, de 1981.
– A Bandeirantes é a primeira emissora a exibir um reality de culinária em horário nobre.
– A Bandeirantes foi a primeira emissora a adaptar o formato do MasterChef para o Brasil.
– A Bandeirantes é a primeira e única emissora a ter a antena com a maior torre da América Latina, 212 metros.
– Apesar da ocasião fatídica, a Bandeirantes foi a única emissora a transmitir o incêndio que aconteceu em suas próprias instalações em 1969, e continuar suas transmissões com um caminhão de externas.
– Bolinha na Bandeirantes foi o primeiro a abrir espaço para a diversidade e para apresentações de Transformistas na televisão, em pleno regime militar.
– Depois da extinção das emissoras Tupi e Excelsior, a Bandeirantes foi a primeira emissora a conseguir superar, com uma novela no horário nobre, a audiência da sua principal concorrente, Rede Globo. O fato aconteceu em 1983, quando a Globo resolveu reprisar uma novela do seu horário das 20h30 e a Bandeirantes resolveu aproveitar a ocasião e estrear sua própria novela inédita, Sabor de Mel, com um marketing bastante combativo e agressivo, onde predominavam slogans como: “Quem não sabe que a Carolina não vai casar com João Maciel? Dia 4, mude de atitude. A Bandeirantes não reprisa emoção, cria”. Para tentar prejudicar a Bandeirantes, a Globo resolveu esticar o Jornal Nacional, e a Bandeirantes também esticou o Jornal Bandeirantes, para que Sabor de Mel enfrentasse a reprise da novela da Globo de ponta a ponta. O resultado foi que a Bandeirantes conseguiu superar a audiência da Globo no principal horário da televisão brasileira.
– A Bandeirantes foi a primeira a transmitir seu principal telejornal, Jornal da Band, ao vivo pelo Facebook.
– O Grupo Bandeirantes é o primeiro grupo de comunicação a distribuir jornais gratuitos de circulação nacional, o Metro Jornal e o Primeira Mão.
– A Bandeirantes é primeira e única emissora que tem um apelido que caiu no gosto popular, BAND.
– A Bandeirantes foi a primeira emissora de TV a produzir uma novela com uma temática sobre imigração italiana, Os Imigrantes, de Benedito Ruy Barbosa, em 1981.
– O antigo Show do Esporte foi o programa esportivo mais longo da TV brasileira, cerca de 10 horas de duração (que incluía a transmissão e exibição de jogos em diversas modalidades)
– Foi a primeira e única emissora a possuir um programa com o menor título da TV brasileira, H, com o Luciano Huck, na década de 90.
– A Bandeirantes foi a primeira emissora de TV a realizar um debate para a presidência da República, em 1989.
– A Bandeirantes foi a primeira emissora a realizar um reality de gastronomia com crianças, o MasterChef Junior, em 2015.
– A Band é a primeira emissora a exibir uma novela turca no Brasil, Mil e Uma Noites.
– A Band foi a primeira emissora a bater a audiência da novela da Globo (Terra Nostra) durante o horário nobre, com a transmissão do jogo da final do mundial de clubes da FIFA no início do ano 2000 (14 de janeiro), onde o Corinthians saiu vitorioso perante o Vasco, e a Bandeirantes também. A transmissão completa da partida, das 20h até 22h42, fechou com 36,2 pontos contra 25,8 da Globo. Pela primeira vez na história, um folhetim do prime-time da Globo era superado pela concorrência. Contra o “Jornal Nacional”, a vitória foi de 31,5 a 25,8. O melhor momento da Band se deu às 20h45, quando chegou a 37,4 x 22,5. Às 22h40, os índices apontavam 54,4 pontos para a Band, contra apenas 12,2 da Globo, que no momento exibia o “Globo Repórter”. A vitória sobre o “Globo Repórter” foi de 43,9 a 17,8. Outros jogos tiveram destaque, como Corinthians x Real Madrid, em 7 de janeiro de 2000, que rendeu ótimos índices, chegando a picos de liderança contra a novela das 19h da época, “Vila Madalena”, e o “Jornal Nacional”. Outra grande audiência da história da Band, até então, foi em 1989, durante uma luta de boxe com participação do hoje ex-pugilista Maguila, beirado os 50 pontos. Talvez por conta dessa surra nos números de audiência que hoje em dia a Globo tenha monopolizado os direitos de transmissão das principais modalidades esportivas que rendem maior audiência, assim, mesmo que ela não exiba, ela investe para deter os direitos exclusivos de transmissão apenas para que as concorrentes não exibam e consigam superá-la em audiência novamente, e quem paga o pato, é o telespectador.
– Em sua fundação, a Bandeirantes usava um coelhinho como mascote
– Foi a primeira emissora que teve sua logomarca inspirada no formato de satélite, em 1982, ideia de Cyro Del Nero, baseada no fato de o canal ser o primeiro a ter sua programação transmitida via satélite.
– A forma de olho de sua logomarca surgiu em 1981, quando Walter Clark foi designado como diretor da emissora. Depois, em 1989, o conceito de olho da logo foi desenvolvido com fundamento em ideias de seu próprio saudoso fundador, João Jorge Saad, cuja forma é a mesma até hoje, onde apenas as cores foram alteradas.
– Bandeirantes foi a primeira emissora a basear sua programação no tripé Entretenimento – Jornalismo e Esportes, fazendo com que sua programação não seja voltada e limitada a apenas determinados públicos, mas sim para que seja uma programação eclética e completa, que alcance e abranja públicos variados e tenha apelo popular.
– A Bandeirantes foi uma das primeiras emissoras a adaptar os nomes de suas sessões de filmes, durante os anos 90, para contemplar seus patrocinadores, pois, na época, a Band havia feito acordo com alguns dos grandes estúdios e distribuidoras para exibir algumas produções de Hollywood inéditas na TV aberta, até então. A ideia não é muito nova, mas a Band foi uma das que começou a procurar aumentar sua receita com essa alteração em relação a sessões de filmes.

Também para comemorar o aniversário de 52 anos da Rede Bandeirantes de Televisão, a partir desta data, 13 de maio, o jornalista Eduardo Oinegue assume a bancada do principal jornal da casa, o Jornal da Band, ao lado de Lana Canepa. A estreia das novidades, como mudanças de pacotes gráficos e cenários dos telejornais, ficam para uma data posterior a ser ainda definida e divulgada pela Bandeirantes.

E segundo rumores, no fim do mês, lá pelo dia 27, pode ser que ocorram as estreias e mudanças nas manhãs da emissora, com o Primeiro Jornal (horário local), com Joel Datena, às 6h, depois, às 08h, um novo telejornal reformulado de edição nacional, com Megale na apresentação, e às 09h a volta para a televisão da nossa amada Silvia Poppovic e do competente Luis Ernesto Lacombe com a estreia do Aqui na Band. Assim esperamos!