Rodrigo Scarpa (Vesgo) do Panico Na BAND rebate críticas ao programa em rede social

Desde quando o Pânico saiu da RedeTV! e estreou na BAND, em 2012, muitos críticos de televisão, tuiteiros, colunistas e sites que se intitulam como “especializados em TV”, realizam diversas campanhas de críticas parciais, tendenciosas e hipócritas em relação ao programa, na internet, seja em portais ou em redes sociais. Muitos utilizam apenas o argumento de números e audiência para julgar a qualidade e o conteúdo produzido pelo programa, o que faz esses juízos se tornarem bastante frágeis, visto que, quando o programa começou na RedeTV! em 2003, as redes sociais não eram tão predominantes como são nos dias atuais e, a medição de audiência era muito diferente do que é hoje.
Em diversas ocasiões, quando se aproxima de uma data relacionada a renovação de contratos, seja de integrantes ou do próprio programa na emissora, começam a pipocar, por intermédio desses “sites especializados em TV”, milhares de especulações e boatos sobre desfalques no elenco do programa, censuras, atraso de salários, mudanças de emissora etc. E no final das contas, tudo continua como está e ocorrem apenas mudanças pontuais que desmentem todas essas “fake news”.
E agora, um dos integrantes mais antigos do Pânico, Rodrigo Vesgo, resolveu rebater as diversas críticas e mentiras inventadas sobre o programa, que serviram de manchetes sensacionalistas e falsas por aí na internet e redes sociais.
Veja abaixo o texto publicado pelo Vesgo no Instagram:

Galera, assinamos ultimamente com a Band um contrato de 2 anos . Aos desavisados antes do Pânico estrear na Band a emissora dava 1 no Ibope . Ou seja de 2011 até o momento o programa oscilou de um crescimento de 500% a 1000% em uma época que nem tínhamos redes sociais como o YouTube . Parte da audiência nesse meio tempo foi para o as Redes Sociais. YouTube ( 4,8 milhões de seguidores ) , plataformas digitais da Band, Facebook ( 13,4 milhões de seguidores ) , Twitter ( 11,7 milhões ) , TV a cabo ( TBS ) . Movimento natural de um programa feito para jovens e que acompanhou os hábitos dos mesmos. Hoje a TV é multiplataforma. Os tempos mudam , os Hábitos também . Um bom crítico de TV deve estar atento a essas mudanças. Só pra se ter um exemplo os vídeos do Panico no YouTube já foram vistos por mais de 1 Bilhao e 400 milhões de vezes . Sem contar o Rádio que é um projeto que existe ha mais de 20 anos. Memes de 2017 como minha entrada na Globo News e o Zé pequeno do consumidor são replicados no Whats App . Frases de entrevistas exclusivas como a última que fizemos com Silvio Santos sao replicadas pelos mesmos veículos . São 14 anos na TV. O projeto é vencedor, lançou vários nomes e vários bordões nacionais . O Pânico é um dos programas mais vistos da casa ao lado de Masterchef , Datena e Jornal da Band e um dos mais rentáveis . Quando estava na Rede TV também multiplicou a média 1 por 1000% . Quanto a política , já fizemos o impeachment da Dilma, chegamos ao lado do juiz Sérgio Moro, entrevistamos AÉCIO , Lula , Dilma, Maluf , Serra , carioca imitou temer ,Dilma , Bolsonaro e na foto uma entrevista com o presidente da câmara em 2017 . Independente de fofocas plantadas a verdade é única: O Pânico é um dos projetos mais anárquicos de humor da última década. A forma de entrevistar , o jeito irreverente de contar o factual sempre permanecerá . O tom destruidor de algumas manchetes chegam a ser cômicos pois independente da plataforma o Panico sempre permanecerá . 👊🏻👊🏻👊🏻 Parabéns Tutinha, Emilio, equipe e Elenco pelo projeto. E vamos continuar a trabalhar. 🙏🏻 Grande abraço

 

Galera, assinamos ultimamente com a Band um contrato de 2 anos . Aos desavisados antes do Pânico estrear na Band a emissora dava 1 no Ibope . Ou seja de 2011 até o momento o programa oscilou de um crescimento de 500% a 1000% em uma época que nem tínhamos redes sociais como o YouTube . Parte da audiência nesse meio tempo foi para o as Redes Sociais. YouTube ( 4,8 milhões de seguidores ) , plataformas digitais da Band, Facebook ( 13,4 milhões de seguidores ) , Twitter ( 11,7 milhões ) , TV a cabo ( TBS ) . Movimento natural de um programa feito para jovens e que acompanhou os hábitos dos mesmos. Hoje a TV é multiplataforma. Os tempos mudam , os Hábitos também . Um bom crítico de TV deve estar atento a essas mudanças. Só pra se ter um exemplo os vídeos do Panico no YouTube já foram vistos por mais de 1 Bilhao e 400 milhões de vezes . Sem contar o Rádio que é um projeto que existe ha mais de 20 anos. Memes de 2017 como minha entrada na Globo News e o Zé pequeno do consumidor são replicados no Whats App . Frases de entrevistas exclusivas como a última que fizemos com Silvio Santos sao replicadas pelos mesmos veículos . São 14 anos na TV. O projeto é vencedor, lançou vários nomes e vários bordões nacionais . O Pânico é um dos programas mais vistos da casa ao lado de Masterchef , Datena e Jornal da Band e um dos mais rentáveis . Quando estava na Rede TV também multiplicou a média 1 por 1000% . Quanto a política , já fizemos o impeachment da Dilma, chegamos ao lado do juiz Sérgio Moro, entrevistamos AÉCIO , Lula , Dilma, Maluf , Serra , carioca imitou temer ,Dilma , Bolsonaro e na foto uma entrevista com o presidente da câmara em 2017 . Independente de fofocas plantadas a verdade é única: O Pânico é um dos projetos mais anárquicos de humor da última década. A forma de entrevistar , o jeito irreverente de contar o factual sempre permanecerá . O tom destruidor de algumas manchetes chegam a ser cômicos pois independente da plataforma o Panico sempre permanecerá . 👊🏻👊🏻👊🏻 Parabéns Tutinha, Emilio, equipe e Elenco pelo projeto. E vamos continuar a trabalhar. 🙏🏻 Grande abraço
Uma publicação compartilhada por Rodrigo Scarpa (@rodrigovesgo) em Jun 4, 2017 às 10:32 PDT

 

PANICO NA BAND

Domingos, às 21h45 ao vivo. Reapresentação nas sextas, às 22h15.

Facebook Comments